• Home
  • Posts RSS
  • Comments RSS
  • Edit
  • ﻼIgreja Futebol Clube 4ﻼ

    sábado, 20 de outubro de 2012
    É com muita alegria que faço o post de encerramento da primeira série do Raízes Firmes: Igreja Futebol Clube! Celebro isso porque ganhei muito com essas postagens: interação com novos blogueiros, contato com opiniões diferentes que me inspiraram a futuros assuntos, críticas positivas e negativas acerca da forma como escrevo e por aí vai. Claro que existem aqueles comentários que não se preocuparam nem em disfarçar que não leram absolutamente nada do que escrevi - o que posso fazer? -, mas pontos negativos como esse são o de menos na vida em blogosfera, não é mesmo? Bem, mas vamos ao que interessa para esse encerramento:



    Não quero abordar dois pontos desta vez; quero fazer meio que um caminho contrário do que as três postagens anteriores. Nós vimos que, praticamente, muitos dos pontos que podem ser muito negativos dentro de comunidades são comuns tanto na religião quanto no futebol, mas o que isso quer dizer? Alguns podem dizer: "Quer dizer que nenhuma das duas comunidades presta!". Não gosto desse tipo de radicalismo. Religião e futebol nunca serão perfeitos por um simples motivo: as duas são formadas por gente, e onde há gente há problema. As pessoas são assim. Mas o que seria de nós sem defeitos? Não são eles que nos fazem crescer? É muito lindo ler uma poesia ou ouvir uma música que fala sobre esse tipo de superação, mas quando isso precisa ser vivido dentro desse ou de qualquer outro contexto, as pessoas fogem dele, escondem-se em máscaras de radicalismo e opiniões que são verdadeiros escudos blindados. Não chamo isso de falsidade. Prefiro ver como um artifício equivocado de proteção. Se eu pensasse desse modo, nunca teria escrito essa série; quem me conhece sabe que não gosto nem pouco de futebol e levantar bandeira de religião também não é minha praia mas, para você que acompanhou pelo menos duas postagens: não tivemos muito a aprender?


    André Valadão é um dos maiores nomes da música gospel do Brasil. Começou sua carreira como cantor no Ministério de Louvor Diante do Trono, onde era importante vocalista. Investiu em carreira solo no ano de 2003 e, em 2007, deixou definitivamente o ministério por já ter uma visão específica suficiente em seu próprio trabalho. O que ele tem a ver com esse post? Em 2006, no seu álbum Alegria - terceiro de sua carreira - foi gravada uma canção chamada País da Adoração. Ela faz exatamente esse link entre futebol e religião. Foi um acontecimento que chamou bastante atenção: primeiro porque a canção emplacou nas mais tocadas nas rádios evangélicas do Brasil, segundo porque, em 2006, o nosso país perdeu a Copa e ser patriota depois disso foi deixado de lado por muita gente. Com essa canção, André fez exatamente o que tentei fazer aqui nesses quatro posts: ver que, apesar dos defeitos dessas duas comunidades, elas têm também pontos positivos que podem ser unidos para que uma nação funcione melhor. Como? Sua perspectiva é a seguinte: somos conhecidos mundialmente como o País do Futebol. Já pensou se fôssemos conhecidos também por País da Adoração? Isso seria o máximo, pois um país que busca a Deus é um país feliz! Muitos dos nossos problemas seriam resolvidos com o temor a Deus e se as pessoas levassem isso tão a sério quanto levam a Copa do Mundo, tudo seria diferente. 

    como perder barriga
    Para ouvir a música País da Adoração, clique AQUI
    Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança.
    Salmos 33:12

    42 firmaram raízes:

    1. ♥ Luciana de Mira ♥ disse...:

      Vim te desejar um ótimo final de semana! Que DEus te abençoe grandemente e que a semana que vai se iniciar seja cheia de vitórias!

      Beijos!

    1. PauloSilva disse...:

      Oh meu amigo, muito obrigado pela visita!
      E sem problema: eu tinha fechado o blogue...
      Abraços.

    1. The Lazy Girls disse...:

      Oi Heitor (: Não cheguei a ler pessoalmente os outros textos, mas minha irmã (também blogueira do Fallen In Me) leu-os pra mim! Achei muito interessante e, de um certo modo, corajoso da sua parte escrever sobre esse assunto, afinal os dois assuntos são do tipo que se você discute sempre dá em briga :/ Mas eu penso como você, as duas comunidades são formadas por seres humanos e todos nós somos imperfeitos, e erros são mais do que necessários para nos fazer melhorar! E sim, uma pena pras pessoas que não leram, porque eu gostei muito!

      Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
      Desde já obrigada!

      Fallen In Me
      - MicaScarcella

    1. Escuta Essa disse...:

      Oi,
      obrigada pela visita lá no blog Escuta Essa ;)

      Beijinhos
      Renata
      http://escutaessa.blogspot.com.br
      http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
      @blogescutaessa

    1. Alexandre Lucio Fernandes disse...:

      Heitor, admiro tua coragem de abordar dois temas tão difundidos no país e tão mal interpretados às vezes. E mais ainda por linká-los de maneira inteligente - e surpreendente. Você o fez de maneira muito imparcial e soube explorar o significado de ambos com maestria incomparável.

      E sim, foi possível aprendermos bastante com suas reflexões. Palavras que ao menos me fez refletir bastante. A relação que você criou, a maneira como soube integrar os argumentos. os dois temas foram essenciais para dar embasamento ao texto tão bem conduzido.

      Sou feliz de ter lido e aprendido, absorvido um pouco da beleza que tu pôde ensinar, de um modo ousado, mas admirável.

      País da adoração... Seria bom mesmo. Seria tudo tão diferente.

      Concordo.

      Que outra série do tipo apareça por aqui. As almas agradecerão.

      Abraço meu amigo!

      Não suma viu. Esteja sempre presente. E sempre quando tiver um tempinho, um café maneiro te espera no meu blog. Te cuida. Fica com Deus!! Bons estudos ae.

    1. Patrícia N. disse...:

      Tem selo pra ti lá no blog http://complicatedimperfect.blogspot.com.br/2012/10/selo.html

    1. Marcelle Pires disse...:

      realmente como vc falou no final " se as pessoas levaram Deus tao a sério como levam o futebol"
      antigamente muitas pessoas mesmo que erroneamente tentavam buscar algo que nao fosse humano para se guiar
      hoje em dia esta cada dia mais crescente a quantidade de pessoas que não creêm em nada
      pessoas que são escravas de si proprias e amarguradas
      e realmente nao se deve erguera bandeira de eligião apenas ir a igreja e aceitar a jesus com unico e suficiente salvador para q apesar das dificuldades
      muitas pessoas estao perdendo a salvação por nao concordarem com determinadas doutrinas das igrejas e estao se esquecendo q Deus é o importante e elas devem continuar indo na igreja sim

      radiopires.blogspot.com

    1. Pâm Possani disse...:

      Esses dois assuntos que geralmente dão um "bafafá" você consegue falar muito bem. As pessoas realmente deveriam levar Deus mais a sério, hoje em dia,colocam em brincadeiras e ações que são irrelevantes, quando na verdade é Algo Superior,né?
      "Religião e futebol nunca serão perfeitos por um simples motivo: as duas são formadas por gente, e onde há gente há problema."
      Plenamente!

      AAH obrigada *-* KK então é assim, você vai e pede pra editora fazer parceria contigo, aí tu espera ela aceitar a proposta , e qdo ela aceita, ela te manda novidades, promoções, e tal para você por no blog, e de um certo modo, divulgar a editora... É bem legal rsrs
      Algumas mandam livros e tudo o mais :3
      Um beeijo!
      Pâm
      interruptedreamer.blogspot.com.br

    1. Patricia Faria disse...:

      Oi Heitor, assunto polemico, futebol e religião. Acho que o Brasil é um dos paises que mais tem evangelicos no mundo, ou seja, adoradores, por isso ainda há esperança que se torne um pais conhecido não só pelo futebol mas tbm pela quantidade de adoradores e bençãos.
      Bjos!!

    1. Clau disse...:

      Olá Heitor!
      Encerrou a série com chave de ouro.
      Acompanhei todas as postagens sobre 'Igreja Futebol Clube!',
      e aprendi muito.
      Os textos ficaram brilhantes.Parabéns.
      Pôxa,sermos conhecidos como País da Adoração,seria uma maravilha.Isso pode acontecer...
      Bjs!

    1. Dayane disse...:

      Ainda não tinha ouvido essa musica não, e adorei essas postagens de suas comparações e realmente nenhum dos dois nunca vai ser perfeitos né como você disse onde a pessoas a defeitos também mas temos que enfrentar cada um né, o que poucas pessoas fazem, eu acompanhei todas as postagens a adorei todas foi super criativo cada uma delas. ♥
      bjinhos
      conversando-com-a-lua. blogspot.com.br

    1. Juliana Guedes disse...:

      Não li a série pois conheci seu blog hoje, mas achei a muito interessante a ideia.
      O Brasil leva muito o futebol a sério, mas Deus que deveria estar no controle muitas vezes fica em segundo plano.
      beijos

    1. Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse...:

      Olá Querido. Espero que tenham mais séries no seu blog. Ah...isso de não lerem nada é super normal, passou por essa situação todos os dias no meu blog, mas é assim mesmo. Uma dia é não fazer posts muito grandes, porque é meio cansativo para a maioria das pessoas ler na frente do pc...são a geração da rapidez, do digital...você sabe. Sobre a religião, o Brasil é um país rico em diversidades, religiões e até mesmo não religiões e sim "filosofias de vida". Acredito que isso é bom, porque se todos gostassem da mesma coisa seria um saco. Independente de religião, devemos fazer o bem para as pessoas e pensar em mudar nosso país para melhor sem ser egoísta e ficar pensando no próprio umbigo o tempo todo. Independente se a pessoa acredita em Deus, Deuses, santos e afins...acho que ela tem que te o coração puro e saber respeitar a religião, opinião e pensamentos dos outros. Isso infelizmente não acontece muito no Brasil, canso de ver as pessoas querendo impor uma religião á seguir ao outro...cada um sabe do seu e ponto.

      Beijos!
      Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    1. Joice N. disse...:

      Juro pra você, comecei a ler desde o primeiro post da série e simplesmente vi que você é um escritor incrível. Tem pouca gente hoje em dia que consegue fazer comparações entre duas coisas que, em primeira vista, parecem tão distintas mas que no fundo são muito parecidas. Gostei muito de seus textos e da música, seria mesmo muito bom que o Brasil fosse considerado também o país da Adoração. Todo mundo deveria ler isso. *-*
      Adorei mesmo suas ideias e seu jeito de escrever. Estou seguindo, viu? Abraços ♥
      http://mydreamsofasummernight.blogspot.com.br/

    1. Felipe Paulo disse...:

      Boa noite Heitor,

      É verdade, concordo contigo, "onde há gente há problema".
      As pessoas são possuem muitas ideias que as levam a conflitos de concordância. Sim, aprendemos com os erros a corrigir nossos defeitos. Seria um grande contentamento, para as pessoas que buscam a Deus e para próprio Deus, ver uma nação entregue em adoração ao Senhor.
      Parabéns pelas postagens.

      O livro Um homem de sorte ainda não tive a oportunidade de ler, mas o filme já vi.

      Até mais.
      Tenhas uma abençoada noite.

    1. Bento Sales disse...:

      Olá, amigo Heitor!
      Seu texto é muito interessante e importante.
      O problema é que o "País do Futebol" é também o "País do Carnaval" e nesta questão não combina com adoração. Agora igreja e futebol, muitas vezes, confundem-se (como na música de André Valadão) também porque muitos jogadores se dizem evangélicos, o que nos leva a aproximar ainda mais ambas associações.
      Há também semelhança na forma de muitos lucrarem em nome das duas instituições.

      Parabéns pelo texto!

      Abraços.

    1. Aline Teles disse...:

      É complicado tirar essa imagem do Brasil: o "País do Futebol". Ademais, infelizmente, essa paixão nacional é muito mais aclamada do que a própria imagem de Deus. Gostei muito da série do Raízes Firmes: Igreja Futebol Clube! Espero que tu continue na mesma linha, pois escreve muito bem. Beijinhos e uma ótima semana.

      P.S.: Estava observando que não te sigo ainda. Seguindo AGORA!

    1. Andressa Pereira disse...:

      Além do País do Futebol, somos também o País do carnaval.
      Preciso ressaltar um ponto, ao falar em patriotismo, veja que mesmo além do futebol ou qualquer outro evento mundial, nosso pais é deixado de lado pelos próprios, veja, eu saio na rua e observo garotas com shorts da bandeira de outro país, vejo rapazes com camisa em adoração a outro país, não é meio estranho o patriotismo ainda existir aqui? Quero dizer, quer dizer então, que todo mundo vira Brasileiro quando chega a Copa, ou a Olimpíada, ou qualquer q seja o evento, e deixa de ser quando tudo acaba? Não um pouco...ridículo da parte brasileira tudo isso? E digo mais já se foi o tempo que o Brasil era religioso, desde que o Papa andou falando um monte de porcariada, isso mudou o conceito de muita gente, entretanto, aproximou os curiosos, e não digo só igreja católica, digo também as evangélicas, com notícias sobre roubos ou coisa do tipo sabe? Acho que acima da religião, vem a fé, e fé, cada um tem a sua. Eu particularmente sou católica não praticante e "detesto" encontro com gente religiosa, porque embora toda essa adoração a Deus dentro da igreja, fora dela são pessoas piores que os ateus. Eu já vi muito beato de igreja sair de lá falando "não quero que meu filho namore uma preta", ou ainda "nada contra viado, mas não quero que você fique andando com eles", ou até "é uma pessoa muito legal, mas como não frequenta igreja, se desvia fácil pelos caminhos, acho melhor não andar com má influência". Detesto esse tipo de gente.
      Mas preciso também dizer, que adorei a séria, embora essa tenha sido a segunda vez que li, vejo a importância que estes dois assuntos tem, e acho que muita gente deveria expor suas opiniões sobre tal, mas claro, com respeito a todos.

      Beijos

    1. Bruna disse...:

      Eu acho as suas comparações tão arrumadinhas. Parabéns.

    1. Desbravadores de Livros disse...:

      O fato é que as obras de Deus sempre ficam em escanteio, quando levadas em questão por pessoas que não compreendem que Ele deve estar em primeiro plano.
      É tão mais fácil sentar e torcer para o Brasil, na copa do mundo, do que sentar/ajoelhar e entregar nossas vidas a quem realmente merece.

      Os valores mudaram e isso mostra que estamos no fim dos tempos.

      M&N.

    1. Rafaela disse...:

      Concordo com vc, se a fé e a vontade de fazer o bem fossem do mesmo tamanho do espaço que a copa e o futebol tem no Brasil, tudo seria realmente diferente e acho que para melhor =)
      Bjus

      Rafa
      Rafaelando

    1. Julia disse...:

      Acabei de me atualizar lendo os outros post da série. Concordo em número, gênero e grau com esse último.

      Que o país do futebol seja também o país da adoração!

      Grande beijo!

      P.S. Saudade de vc!

    1. Marta disse...:

      Oi Heitor.

      Futebol para mim, somente na Copa do Mundo e quando o Brasil está jogando rs.
      Muita gente lembra sim muito de Deus, mas apenas quando está em apuros precisando muito Dele!

      beijos.

    1. AquilesMarchel disse...:

      um país que busca a deus é um país feliz desde que busque outras coisas também, só adoração nao basta

      "que adianta olhar pro céu com muita fé epouca luta?"

    1. Marcos Mariano disse...:

      Concordo em dizer que há semelhanças entre Igreja e futebol, se bem que acredito que a semelhanças entre todas as instituições, em todas elas podemos tirar grandes exemplos, positivos ou negativos. Conheço algumas canções do André Valadão, mas essa não conhecia, concordo com o amigo ai em cima, só Adoração não funciona, a fé precisa ser procedida de obras, fé e atitude.

      Abraços

    1. Jacques disse...:

      Olá, Heitor.
      Esta série de textos ficou bem interessante e reflexiva, já que futebol e religião fazem parte de nosso cotidiano.
      Creio que o grande problema de muita gente aqui no nosso país é a falta de reflexão em seu modo de ver o mundo, já que é comum que grande parte da população se preocupe mais com o seu time do que com política ou seu próprio bem estar cultural.
      Agradeço por teres curtido o RS no Facebook, Heitor.
      Uma excelente semana pra ti e até a próxima.

    1. Amiga da Leitora - Thais disse...:

      Parabéns pela maneira como abordou dois temas tão diferentes!

      xoxo
      http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    1. Alexandre Lucio Fernandes disse...:

      Sumiste cara... Como andam as coisas?

      Abraço!

    1. Emanuella Casado disse...:

      vc sabe do que fala menino, adorei mais uma vez o texto.

      bjs
      www.amodernpinup.com

    1. Nadine Guerra disse...:

      Que pena que esse é o ultimo sobre esse assunto, gostei bastante das postagens e acho que esse assunto devia ser mais comentado! Concordo com você e adorei mesmo o post! Parabéns!

      Beijos,

      http://www.depoisquecrescemos.com/

    1. Amanda Souza disse...:

      Sim! Acho que deu pra aprender muito e analisar certos pensamentos. Eu gostei bastante, sério, poucos blogueiros tem tanta criticidade quanto você. É muito bom entrar em um blog e vê o quanto se tem a aprender. Espero que tenha sido só a primeira de várias discussões que teremos aqui.
      Beijinhos

      hiperbolismos.blogspot.com

    1. Marcos de Sousa disse...:

      Todas as instituições formadas por pessoas possuem falhas. Afinal, as pessoas possuem falhas, defeitos.

      Apesar de não ter lido todos as postagens, gostei bastante dessa série que você fez. Pretendo voltar e ler os posts que acabei não lendo.

      Beijos

      O mundo sob o meu olhar

    1. Jéssica Patrício disse...:

      Acompanhei todos os seus posts, e concordo que acho que onde há gente há problemas, mas também há solução não é? Acho que ao mesmo tempo que futebol e religião podem atrapalhar, também podem unir pessoas. Com a união na dose certa acho que viveríamos com certeza em um mundo melhor, adorei sua conclusão acerca do assunto :)

      beijos

      Jéssica - Strawberry de livros e filmes

    1. Livroterapia disse...:

      Oi!
      Obrigada por me visitar e seguir!
      Estou retribuindo!
      Gostei do seu blog e da forma como você escreve!
      Parabéns!
      Beijos

    1. Leandro de Lira disse...:

      Oi!
      Acho bem interessante esse post. E que pena que esse é o último. =/
      Abraço!

      "Palavras ao Vento..."
      www.leandro-de-lira.com

    1. Vinícius Costa disse...:

      Que amor pelo time! Hehehe
      Mas pena que você está se despedindo...
      Abraço
      Vinícius - Livros e Rabiscos

    1. Kelly Siqueira disse...:

      Pessoas. rs Você escreve magnificamente bem, menino Heitor, parabéns!! Como eu já comentei nos outros posts da série, achei super interessante você traçar um paralelo entre esses dois temas. Concordo com você principalmente nessa parte sabe, das pessoas. "onde há gente, há problema" e não somente nessas duas comunidades, digo isso em todos os lugares. É como eu tava comentando com uma amiga outro dia mesmo, a gente falando de trabalho e tal, das pessoas falsas que parecem não ter outra função na vida a não ser fazer de tudo pra prejudicar as outras. Falam de Deus o tempo todo, mas em momento algum buscam viver conforme Ele gostaria que vivêssemos. Em todo lugar vemos isso, no trabalho, na igreja, no futebol, e pior, às vezes até na nossa própria família! rs

      Gente é um bicho complicado de se conviver rs

      Adorei o post de encerramento! Parabéns mesmo, Heitor!
      Lindíssima a música País da Adoração.

      beijos, beijos

    1. Suzana disse...:

      valeu as reflexões. Concordo com você, as pessoas exigem perfeição daonde não tem, mas está escritos na biblia que não nascemos para ser perfeitos e ainda sim é a perfeição que precisamos buscar. Bem contraditório, não? Porém apenas quem ama a Deus consegue entender que não é tão contrário assim, é mais um desejo de agradar a Deus =)
      Ah! Seria incrivel viver em um "pais de adoração" *-*

    1. - marina :) disse...:

      Realmente o país seria melhor se adorássemos mais a Deus do que ao futebol, um país de adoração seria mais justo. Adorei as reflexões do texto, concordo com você.
      beijo

      Marina Alessandra do blog Maior de Idade
      @mariinaale

    1. Larissa disse...:

      Sim, os brasileiros colocam coisas secundárias no topo de sua vida. :/ O Brasil seria bem melhor se não fosse assim.

      ☠ ‏Vitamina de Pimenta ☠

    1. Alexandre Lucio Fernandes disse...:

      Um bom final de semana pra tu Heitor!
      Abraço!

      Fica com Deus!

    1. Carlinha :DD disse...:

      Fizes-te bem em me avisar que á um post novo ! Porque ando sem tempo nenhum para visitar os bloges que sigo e muito menos o meu para o actualizar. Esta vida de estudante tem muito que se lhe diga!
      Uma optima entrada no fim de semana :P
      Bye

    Postar um comentário

    LinkWithin

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...